TRABALHANDO COM QUALIDADE NAS EMPRESAS

Publicado no dia 22 de junho de 2015, nas categorias Artigos

Um assunto que permeia todas as atividades e ações dentro das organizações é o fato de que todos sabem que é necessário se trabalhar e abordar o tema qualidade. Portanto esse assunto já faz parte da rotina das pessoas, mas na verdade existe uma outra leitura sobre o tema trabalhando com qualidade que vou procurar explanar nesse pequeno artigo.

No mundo atual a qualidade é apenas um dos fatores ligado a competitividade, ser competitivo hoje passa pela gestão da qualidade. Mas para ser competitivo , se faz necessário a conjunção de quatro fatores que serão citados a seguir:

Fator 1 – Trabalhar com qualidade:

Qualidade é atender a 100% dos requisitos contratados pelos nossos clientes e já aceitos por nós. Nesse momento devemos fazer algumas perguntas: quem é esse cliente, o que ele espera de nós, quais são os requisitos necessários para elaboração e execução dos projetos ?

Identificando bem o cliente devemos também investigar se estamos realmente fazendo o que foi contratado junto ao mesmo e se existe algo que podemos fazer para deixar o cliente ainda mais satisfeito, pois se não o fizermos, alguém irá fazer em nosso lugar. Quando pensamos então em fazer além do que o cliente quer, significa que estamos falando em superar expectativas e quem supera expectativa não será apenas mais um na multidão, será um diferencial no mercado.

Fator 2 – Produtividade:

Uma outra pergunta que devemos fazer pra nós mesmos é a de como estamos fazendo as nossas atividades, não basta, ter qualidade na elaboração e execução dos projetos e ultrapassar o prazo de entrega acordado, então, devemos ter uma coisa em mente: o como é a eficiência e os métodos que estamos utilizando para atender os requisitos do cliente.

Portanto podemos conceituar produtividade como uma relação entre o que nós fazemos e os recursos que nós utilizamos para fazer tal coisa. Produção é uma coisa e produtividade é outra coisa bem diferente.

oracao-abencoar-trabalho1

Fator 3 – Capacidade de produção:

Repetindo, não adianta apenas ter qualidade, é preciso controlar o tempo do ciclo do processo, não adianta executar e projetar a qualquer custo. Hoje em dia o mercado nos exige a conclusão de tarefas em prazos recordes, portanto devemos medir o tempo que levamos para entregar o produto para nossos clientes com foco na mensuração da nossa capacidade de produção. Resumindo devemos ter em mente que o cliente quer o bom e o bonito, o barato e o rápido.

Fator 4 – Inovação:

Inovação é o diferencial competitivo, ou seja, é aquilo que mais ninguém esta fazendo. É aquilo que você incorporou no seu produto ou serviço e esta agregando valor para o cliente. Toda organização que inova estará sempre na frente da concorrência (leia o livro a Estratégia do Oceano Azul).

Um bom exemplo de inovação em projetos que temos visto no século 21 é com relação aos recursos de TI, estamos sempre vendo lançamentos de produtos que sequer nos foi consultado se eram de nosso interesse, os engenheiros simplesmente pensam e lançam o produto no mercado, um exemplo clássico é o Iphone da Apple.

Esses quatro vetores apresentados acima, são os vetores da competitividade e sabe quem faz esses vetores acontecer? Isso mesmo são as pessoas, qualidade não é feita por alguma coisa, qualidade é feita por alguém. Se a qualidade é feita por pessoas não basta apenas um departamento querer implanta-la na empresa, todas as pessoas precisam estar engajadas nesse conceito, pois qualidade, passa pelas pessoas.

 

 

Leia também:

TRABALHANDO COM QUALIDADE NAS EMPRE...

Um assunto que permeia todas as atividades e ações dentro das organizações é o fato de que todos sabem qu [...]

CERTIFICAÇÃO ISO 9001, QUAIS OS PAS...

A implantação da norma ISO 9001 e consequentemente a obtenção da certificação nesta pode trazer um maior [...]